Namoro a distância? Sim, pode dar muito certo!

Compartilhe!

Apesar de muitas pessoas acreditarem que o namoro a distância não dá certo, a situação é mais comum do que se imagina. Não é exclusividade de casais famosos como Bruna Marquezine e Neymar. Rotinas comuns como curtir um cinema, teatro e um jantar a dois durante a semana se tornam inviáveis, mas a facilidade da comunicação virtual através de recursos como WhatsApp, redes sociais e Skype contribuem para a dinâmica diferente que este tipo de relação exige.

A psicóloga Sarah Lopes, do Hapvida Saúde, explica que a condição pode parecer difícil inicialmente, mas realçar os pontos positivos e encarar a saudade como forma de reacender o amor torna o namoro possível. “O segredo é não deixar amornar os sentimentos ou se habituar com a distância. A ideia é enxergar a situação como um desafio que pode ou não dar certo. Mas para saber, é preciso tentar”, enfatiza a psicóloga.

As maiores questões negativas desses relacionamentos são adaptar-se à ausência física, dificuldade de comunicação em determinados horários devido à diferença de fuso horário, a falta de confiança que pode gerar ciúme excessivo, distanciamento emocional e vontade de controlar a vida pessoal do parceiro. “Os pontos positivos podem ser a saudade que alimenta a relação, a possibilidade de conhecer mais por causa das longas conversas e o fortalecimento dos laços de confiança”, afirma a especialista.

namoro a distância-como dar certo

Namoro a distância: faça dar certo!

Lidar com o ciúme e a desconfiança pode ser difícil, especialmente quando o outro está a quilômetros de distância. Porém, vale ressaltar que crises de ciúmes costumam se manifestar em pessoas inseguras, independente se o outro está próximo ou não. De acordo com a especialista, é preciso trabalhar a confiança. “Se você tem o hábito de desconfiar de todos em seus namoros, saiba que o problema pode estar em você, não na relação”, salienta.

A confiança mútua fortalece a relação tanto a distância como presencial. “Para dar certo, caso sinta-se melhor, alguns acordos poderão ser feitos. Sempre levando em consideração que as restrições do outro são também as suas. Ainda assim, os planos de um dia estarem juntos devem existir para que a relação continue. Então, se esta é a meta e se existe afeto, dará certo”, enfatiza a especialista.

♥ Ter paciência
♥Manter constantes diálogos sobre situações que incomodam
♥Trabalhar sua autoconfiança para evitar desentendimentos e emoções negativas
♥Usufruir da tecnologia, como WhatsApp e bate-papo de redes sociais
♥Planejar visitas um ao outro sempre que possível



Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *