Mitos e verdades sobre musculação

Musculação deixa o corpo muito grande? Emagrece? Deve ser feita antes do trabalho aeróbico? Essas são algumas dúvidas que surgem para quem pretende fazer aulas em academia para fortalecer os músculos e modelar o corpo. O professor Leonardo Lima, da rede de academias Smart Fit, responde o que é mito e o que é verdade sobre o assunto.

Para perder peso devo realizar a musculação antes do trabalho aeróbico.
Verdade. “O primeiro substrato energético utilizado durante a prática de atividades físicas é o glicogênio. Como o treino de musculação esgota os estoques de glicogênio dos músculos, ao fazer os aeróbicos logo após o treino de musculação, o organismo será obrigado a utilizar como substrato energético as reservas de gordura corporal”, afirma o especialista.

Musculação vai me deixar muito grande.
Mito. “A musculação vai fazer com que o tecido muscular aumente o volume, contudo, o tecido de gordura é mais volumoso do que o muscular. Por exemplo, um praticante de musculação com 90kg pode ter um volume corporal menor do que um sedentário de mesma altura e peso. Isso significa que um praticante de musculação pode ver suas medidas diminuírem conforme a evolução do seu treino”, explica Leonardo Lima.

Idoso deve priorizar musculação ao aeróbico.
Verdade. “O mais importante é que a pessoa, independentemente da idade, faça o exercício que lhe traga mais satisfação e que essa prática seja contínua. Estudos comprovam os benefícios da musculação para pessoas da terceira idade devido ao fato de que, naturalmente, o idoso tem uma perda de massa muscular. Além disso, a musculação traz inúmeros benefícios, como a diminuição de dores articulares e aumento da disposição”, esclarece Lima.

Musculação não emagrece.
Mito. “No momento em que a musculação aumenta o volume muscular, proporciona um aumento do metabolismo, principalmente no repouso, e esse fator faz com que haja uma potencialização do gasto calórico e, por consequência, uma redução de peso”, garante o professor.

Qualquer pessoa pode fazer musculação.
Verdade. “O que muda é a diferença de um treino para o outro, a periodicidade e intensidade das atividades que serão realizadas. Os exercícios levam em consideração a individualidade de cada pessoa”, orienta o especialista.

Se você não sente dores no dia seguinte, o treino foi perdido.
Mito. “A famosa dor após o treino é uma resposta do corpo gerada pela inflamação dos músculos que pode simplesmente parar de acontecer quando o corpo se acostuma. Portanto, nem de longe, a dor é um marco confiável de progresso”, finaliza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *