Saúde do gato: siga o nosso guia para protegê-lo!

Compartilhe!

Manter a saúde do gato em dia não é nenhum desafio quando se tem uma boa organização e os conhecimentos básicos. Afinal, itens como alimentação, qualidade de água, imunização em dia e higienização dos locais ocupados são importantes para manter os cuidados com esses bichinhos peludos e amigáveis.

Entretanto, existe uma infinidade de produtos no mercado que ajudam na luta contra pulgas e carrapatos. Mas um acompanhamento veterinário fará com que a saúde do gato fique protegida das doenças transmitidas por esses parasitas.

Além disso, médicos veterinários são capazes de prever situações que podem causar desconforto no futuro, bem como realizar exames específicos e ministrar vacinas para gatos de todos os tamanhos e raças.

Aliás, gatos podem não ser os seres mais apegados do mundo, mas, ainda assim, demandam carinho, amor e atenção. Isso também vai ajudar você na hora de notar se há algo de errado com eles.

Saúde do gato - cuidados - vacinas

Saúde do gato: atenção com vacinas!

As vacinas para gatos, assim como as dos cães, precisam de uma dosagem recorrente. Estar com a cartela sempre em dia é sinônimo de saúde na maior parte das vezes.

Como a experiência de levar um gato ao veterinário nem sempre é divertida, é sempre bom proporcionar conforto ao ser consultado. Tente levar um brinquedo, uma toalhinha com seu cheiro.

Uma série de reações podem ser ocasionadas depois de dar vacinas para gatos, como coceiras na cabeça e rosto e dificuldades respiratórias. Para diminuir esses efeitos, peça ao veterinário a administração de antialérgicos ou anti-histamínicos.

Estar sempre com a cartela atualizada vai proteger o seu gatinho de doenças como panleucopenia, rinotraqueíte, calicivirose e uma série de outras mais graves que podem levar o felino à óbito. Portanto, não deixe nada atrasar e garanta a saúde perfeita do seu peludinho!

Nunca obrigue o gato a encarar uma situação à qual ele não se sente bem ou não parece estar confortável. Seja a presença de outro animal ou mesmo uma planta que o assusta. Esse tipo de estresse recorrente ocasiona uma grave diminuição imunológica. Assim, surgem problemas de saúde.



Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *