Casas container são forte tendência no Brasil

Projetos de Casas Container possibilitam construções das mais diversas. De projetos luxuosos, dependendo do acabamento, até projetos populares, que se tornam mais econômicos do que de imóveis de alvenaria. Chamam atenção dois pontos importantes: a robustez das paredes, pois são de aço, extremamente resistentes; e pela rapidez. Alguns projetos podem levar apenas 90 dias para ficarem prontos. E podem custar até 40% mais barato do que uma casa de alvenaria.

Segundo Maurício Cohab, diretor da Trisoft, o que consideramos lixo é apenas uma matéria-prima mal aproveitada. É preciso encontrar soluções urgentes para o reuso de materiais. Foi exatamente essa necessidade que fez surgir a tendência de Casas Container pelo mundo e, nos últimos anos, em diversos projetos no Brasil.

“A ideia é reutilizar de forma inteligente um produto que seria totalmente descartado. Depois do transporte da carga, acaba sendo mais barato descartar o container do que levá-lo vazio ao local de origem, o que faz com que haja muito descarte”, explica o diretor. Da observação dessa realidade, profissionais da área da construção civil começaram a testar outros usos para os containers. Cohab revela que a Trisoft participa desde o começo desse movimento no Brasil, cedendo materiais para testes de isolamento termo acústico.

casas container-sao-forte-tendencia-no-brasil-clube-das-comadres-1
Foram feitos testes de isolamento térmico para deixar os containers confortáveis.

Casas Container: isolamento térmico e acústico

Porém, como os containers são feitos de aço, um grande desafio era melhorar o isolamento térmico e acústico. Isso foi facilmente resolvido com o Isosoft. É um produto Trisoft utilizado na área de dry wall e na construção civil de uma forma geral, em paredes e forros para melhorar o tratamento termo-acústico. Aplicado, o Isosoft deixa os containers prontos para serem usados nos projetos. Hoje, é possível comprar o container já com essa melhoria.

Anderson Rios, da Viva Containers Habitáveis, que realizou 3 projetos para a Casa Cor 2016 com o produto da Trisoft, enfatiza a importância do mercado. “Apesar de ainda termos menos de 1% de market share, os projetos de Casas Containers crescem cerca de 40% ao ano”.

A Viva Containers Habitáveis tem projetos para este ano, aguardando apenas aprovação de orçamento. Serão utilizados cerca de 300 containers, muitos deles beneficiados com o Isosoft. Segundo Rios, entre eles estão residências, hospitais, galpões, lanchonetes, hotéis e até mesmo resorts. Há projetos para construir UPAs, Unidades de Pronto-Atendimento para a rede pública de saúde.

É uma construção instigante, desafiadora, que leva os arquitetos a testarem várias formas de utilização dos materiais. Além disso, o fato de saber que aquele container correu o mundo para transportar mercadorias e agora tornou-se uma moradia já chama atenção das pessoas e tem muito charme”, finaliza Cohab.

Veja também:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *