Adoção de animais: esclareça todas as dúvidas

Compartilhe!

Tema da semana: adoção de animais, prática cada vez mais comum entre as famílias que gostam de dividir o tempo, o amor e a casa com os pets. Nossa colunista Ana Alice Vercesi explica as vantagens de adotar um animalzinho, num gesto de generosidade e amor ao próximo. Depois de ler suas dicas, certamente você irá se sentir confortável em pensar nessa possibilidade. 

Um cachorro pequeno dá menos trabalho.

Mito. Muitas pessoas preferem comprar um cãozinho porque alguns filhotes de vira-lata, por conta do cruzamento das raças, acabam ganhando um porte maior ao crescer. Comprando de uma determinada raça, você saberia o tamanho que ele vai ficar, certo? Mas o que a maioria dos donos de pet não leva em consideração é o temperamento do animal, que influencia muito mais seu comportamento em casa do que o porte.

Todos os cães precisam de atividades. E a maioria dos pets pequenos sofrem de ansiedade, latidos excessivos e outros desvios de comportamento justamente porque seus donos ignoram essas necessidades. Por isso, não importa se é um cão pequeno no apartamento ou um cão grande em um quintal: se você deixar seu cachorro sem atividade, ele vai apresentar problemas comportamentais do mesmo jeito.

Adoção de animais: um gesto de amor

Adoção de animais-duvidas-como-fazer
Adoção de animais: cães e gatos aguardam por um lar cheio de amor e atenção.
Se o pet viveu na rua, ele já sofreu e pode ter problemas de comportamento.

Verdade. Muitos cães e gatos passaram por maus tratos, viveram isolados de pessoas e outros animais ou mesmo aprenderam a se defender de situações difíceis. Mas esses mesmos pets possuem uma grande resiliência para identificar novas situações. Em geral, são animais que possuem facilidade de se adaptar a novas realidades. De qualquer forma, vão precisar de carinho e paciência de seus donos. Antes de adotar um cão ou gato, procure uma entidade responsável. Ela poderá falar o que se sabe do histórico do animal e como ele tem vivido e se relacionado no abrigo ou lar temporário. Assim você saberá que dificuldades ele pode ter e como ajudá-lo a superar esse passado triste. A recompensa, com certeza, virá na gratidão do olhar desse animalzinho.

Filhotes são melhores de adotar do que cães adultos.

Mito. Filhotes dão bastante trabalho: destroem coisas, precisam aprender a fazer xixi e cocô no lugar certo, demandam muita atenção e podem sofrer com ansiedade de separação. Se você não tiver tempo ou paciência para ensinar o pet sobre essas rotinas, considere levar para casa um animalzinho acima de 2 anos. Os cães adultos, além de já lidarem melhor com as questões do dia a dia, também já estão no porte máximo ou mais aproximado que esse cão ou gato terá.

Tem mais dúvidas? Confira esse vídeo:



Veja também:

colunista-ana-alice-caoAna Alice Vercesi é jornalista que descobriu que se comunicava melhor com os bichos do que com as pessoas, escorregou para o empreendedorismo ao criar a Cão Vivência, uma empresa que oferece serviços de bem-estar e comportamento baseados na confiança e na diversão. Hoje tem como missão de vida fazer um mundo melhor para os pets e seus donos (nessa ordem).

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *