Cães que fogem no portão: o que fazer?

Compartilhe!

Você já tentou entender por que os cães gostam de fugir no portão? Se for o caso do seu pet, você sabe o que fazer? Nesta semana, você conhece as possíveis causas dessa atitude tão corriqueira do seu cachorro e como resolver o problema. Afinal, ninguém quer passar pelo estresse de ter um cão foragido. 

Curiosidade: especialmente nos filhotes, a vontade de descobrir o mundo é incrível e eles sempre querem farejar, brincar e interagir com tudo à sua volta. Leve seu pet para passear e descobrir o que é que tem na rua, afinal! Caso ele ainda não tenha tomado todas as vacinas, algumas voltas de carro, um passeio no colo até a sorveteria ou simplesmente ficar em frente de casa com você, desde que sem contato com cães e com gramas, pode ajudar.

No caso de cães adultos, passeios regulares ajudam a deixar o ambiente do entorno conhecido a ponto de não despertar tanta curiosidade. Tenha especial atenção com mudanças de casa, nesse período é bem comum os cachorros fugirem para reconhecer o território. A solução é a mesma: muito passeio e interação com o ambiente.

Cães-fogem-portão-oquefazer

Substitua a bronca dos cães por treino

Broncas: a ideia pode até ser mostrar para o cachorro que é proibido passar naquela porta ou portão. Mas o tiro costuma sair pela culatra: muitos cães entendem que precisam passar ainda mais rápido. Pois, quando passam naquele local (a porta ou portão), algo ruim acontece. Por isso, muitos pets chegam a atropelar seus donos ou passar correndo no meio das pernas deles. Longe de ser teimosia, é medo mesmo do que acontece embaixo do batente.

O que fazer? Tente treinar o comando fica com seu cãozinho, mas comece pedindo para ele ficar na passagem de portas mais fáceis, como da porta de um cômodo para outro. E quando for treinar no portão, deixe-o de coleira para garantir a segurança e poder trazê-lo de volta caso ele não consiga se controlar. Não se esqueça de sempre recompensá-lo com um petisco gostoso nesse treino.

Cães-fogem-portão-oquefazer

Eles também procuram conforto

Busca por conforto: se o espaço que seu cãozinho vive se torna muito quente em um determinado período do dia, ou pega chuva quando o tempo fecha, ele pode tentar escapar para um local mais abrigado. O mesmo vale se o lugar em que ele fica está muito sujo. Ou se ele é obrigado a conviver com outro pet que traz desconforto a ele, como sensações de medo ou nervoso. Todo mundo busca por conforto, e com os cachorros não é diferente. Analise o ambiente em que ele fica e veja se não há como melhorar. Mais do que quantidade de espaço, o que vale é a qualidade.




colunista-ana-alice-caoAna Alice Vercesi é jornalista que descobriu que se comunicava melhor com os bichos do que com as pessoas, escorregou para o empreendedorismo ao criar a Cão Vivência, uma empresa que oferece serviços de bem-estar e comportamento baseados na confiança e na diversão. Hoje tem como missão de vida fazer um mundo melhor para os pets e seus donos (nessa ordem).

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *