Uruguai recebe quase 2 milhões de turistas

Compartilhe!

Uruguai recebeu nos primeiros cinco meses de 2018, quase 2 milhões de turistas não residentes. Um aumento de 3,2% em relação ao mesmo período de 2017. Durante os primeiros cinco meses de 2018, 1,976,583 turistas chegaram ao país, 60.472 a mais que o mesmo período de 2017, quando chegaram 1,916,111.

A receita em moeda estrangeira foi de US$ 1.334.929.557. Representou 1,5% a menos que no mesmo período de 2017, quando a despesa foi de US$ 1.355.103.882. É digno de nota o saldo positivo da balança entre os gastos pelo turista uruguaio no exterior e o fornecido pelos visitantes não residentes no país. Representa um total de U$S 763.458.969.

Uruguai - turismo - viagem - destino

Quem visitou o Uruguai

As visitas de turistas argentinos que chegaram de janeiro a maio deste ano foram de 1.417.546. Ou seja, 2,7% a mais do que no mesmo período de 2017, quando chegaram 1.379.848.

A chegada de turistas brasileiros foi de 197.684. Um decréscimo de 5% em relação aos cinco primeiros meses de 2017, quando eram 208.031. A chegada dos uruguaios foi de 157.106 nos primeiros cinco meses de 2018, contra 123.120 no mesmo período de 2017, ou seja, 27,6% a mais.

Uruguai - turismo - viagem - destino

Principais destinos

Punta del Este foi o destino preferido dos turistas que chegaram ao Uruguai nos primeiros cinco meses, recebendo 456.342 visitantes, com aumento de 0,1% em relação a 2017, que foi de 455.785. O custo foi de US$ 621.415.945 (-5,5% no mesmo período de 2017)

Montevidéu foi o segundo destino mais escolhido pelos visitantes, recebendo 411.752 visitas. Um aumento de 0,8% em relação aos primeiros cinco meses de 2017, no qual recebeu 408.342. A despesa foi de US$ 266.544.569 (-2% em relação ao mesmo período de 2017).

A Costa Termal ficou em terceiro lugar com 258.173 visitantes. Representa um crescimento de 2,6% em relação ao mesmo período de 2017, quando foram registrados 251.722 visitantes. A despesa foi de US$ 73.869.199 (10,1% a mais que no mesmo período de 2017).

Os números foram analisados ​​pelo Departamento de Investigação e Estatísticas do Ministério do Turismo, com base em dados fornecidos pela Direção Nacional de Migração. Eles não incluem os visitantes de cruzeiro ou aqueles que entraram na fronteira seca fronteira com o Brasil, sem processamento migratório.



Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *